Educação financeira pessoal: a importância e as melhores práticas

Investir em educação financeira pessoal é, certamente, a chave para cuidar melhor da sua grana e conquistar o tão sonhado equilíbrio nas finanças.

Aprender conceitos básicos, ficar de olho nas tendências da área, pesquisar novas formas de fazer seu dinheiro render mais e traçar objetivos são atitudes que fazem a diferença e ajudam a conquistar a independência financeira.

Entre as práticas indispensáveis para quem busca inserir a educação financeira pessoal na vida estão: criar uma planilha de controle, utilizar um app de finanças e investir seu dinheiro. Acompanhe com a gente e confira algumas formas de melhorar suas finanças com a educação financeira pessoal!

Crie uma planilha de controle

Uma das ferramentas mais eficazes de educação financeira é a planilha de controle. Nela, é possível anotar todos a suas receitas e despesas. Dessa forma, você sabe exatamente quanto recebe, quanto gasta e, principalmente, para quais categorias do orçamento seu dinheiro está indo.

A planilha de controle deve ser atualizada pelo menos semanalmente. Mesmo pequenos gastos, como o cafezinho depois do almoço, devem ser anotados. Somadas, essas despesas menores podem fazer a diferença no seu orçamento ao final do mês.

Utilize um app de finanças

A tecnologia é uma grande aliada de quem busca educação financeira pessoal. Nesse sentido, usar um app de finanças é uma mão na roda. Com a ajuda da ferramenta, é possível pagar suas contas, transferir dinheiro e até recarregar o seu celular.

Além de prático, rápido e gratuito, um app de finanças ajuda a manter seus gastos sob controle, já que basta consultar seu celular para saber como você está gastando seu dinheiro. Além disso, as taxas cobradas podem ser mais competitivas que as dos bancos.

Trace objetivos

Outra boa prática de educação financeira pessoal é traçar objetivos. Para isso, pense naquilo que gostaria de alcançar financeiramente em curto, médio e longo prazo. Você pode, por exemplo, definir que quer comprar um apartamento em cinco anos.

Com o objetivo definido, crie metas para conquistá-lo. Para adquirir seu imóvel, você pode traçar a meta de poupar X reais todos os meses para dar a entrada no tempo que foi decidido.

Invista seu dinheiro

Fazer o dinheiro trabalhar a seu favor é um dos pilares da educação financeira pessoal. Por isso, não deixe de investir parte da sua renda mensal.

Na hora de escolher os produtos para aplicar seu dinheiro, como o Tesouro Direto, ou até mesmo em uma conta digital, considere seus objetivos, quantia que pode investir e seu perfil de investidor.

Corte gastos desnecessários

Outro ponto importante para usar a educação financeira pessoal a seu favor, é analisar seu orçamento para observar em que áreas é possível cortar gastos. Muitas vezes, gastamos boa parte da renda em coisas que não são prioritárias na vida, como lazer ou compras.

Analise suas receitas e despesas para ver os gastos que podem ser cortados ou reduzidos, como uma assinatura de jornal que você não lê mais ou serviços de streaming que não são muito acessados.

Insira já essas boas práticas e deixe que a educação financeira pessoal faça parte do seu dia a dia! Com o passar do tempo, gastar de forma consciente vai virar um hábito!

Gostou do conteúdo? Quer continuar lendo sobre finanças? Aproveite a visita e veja também como limpar seu nome e ter uma vida financeira mais tranquila! Até a próxima!

Quer conhecer nossas soluções ou abrir o Seu Banco com a Sua Marca?

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos mais lidos:

Confira outros artigos em nosso blog: