fbpx

Deepfakes: O Que É e Como Afeta a Indústria de Pagamento?

Você já ouviu falar sobre deepfakes? Trata-se de uma tecnologia que utiliza recursos de inteligência artificial para desenvolver vídeos falsos, substituindo rostos e imagens para chegar o mais próximo da realidade.

Mas saiba que essa tecnologia tem influência direta na indústria de pagamento. Entenda melhor esse assunto!

O Que São Deepfakes?

Os deepfakes é uma tecnologia criada a partir da inteligência artificial com o objetivo de criar vídeos com teor falso, substituindo imagens de pessoas fazendo atividades que nunca realizaram de verdade.

O termo refere-se a uma mistura das expressões deep learning e fake, que estão associadas ao uso da inteligência artificial para criar uma situação falsa.

Como Surgiram as Deepfakes?

deepfakes como surgiram

Agora que você entende o que é deepfake, saiba que essa tecnologia surgiu no início de 2019 ao apresentar celebridades e artistas norte-americanos, como Nicolas Cage passando-se pelo ex-presidente, Donald Trump.

Vale lembrar que vídeos com efeitos visuais já existem há muito tempo no cinema, mas o deepfakes trazem um toque de magia para pessoas comuns, já que essa técnica é simples e acessível para o público em geral por meio de plataformas online e aplicativos.

Como Funcionam os Deepfakes?

Esse recurso tem como base a deep learning, uma subclassificação da inteligência artificial utilizada para estabelecer algoritmos, que são capazes de reconhecer padrões, tendo como base um banco de dados.

Ou seja, para fazer um vídeo falso, por exemplo, é necessário alimentar o sistema com imagens e vídeos em que uma determinada pessoa aparece.

A partir disso, a IA reconhece padrões como voz, traços e movimentos e, depois, consegue replicar movimentos e outros aspectos bem próximos da realidade

Nessa fase, a deepfakes usa uma rede contraditória generativa, que cria imagens com os bancos de dados e analisa se estão de acordo com a realidade até que elas estejam em formato ideal.

Como os Deepfakes são Criados?

Essa tecnologia deepfakes é criada a partir de softwares baseados em um sistema de código aberto voltado ao aprendizado de máquina, onde o programador disponibiliza milhares de fotos e vídeos de determinada pessoa.

A partir disso, essas imagens e vídeos são processadas de forma automática por uma rede neural, atuando como se fosse um treinamento, onde o computador aprende todas as características da pessoa, que incluem rosto, movimentos, sombras e luz.

Para você que ainda tem dúvida sobre como são criados os deepfake, este processo é feito com o rosto do vídeo original e um novo até que o sistema consiga encontrar um ponto de equilíbrio entre as duas faces, incorporando uma sobre a outra.

Quais Ferramentas Foram Responsáveis por Popularizar os Deepfakes?

deepfakes ferramentas

Para quem se pergunta como criar deepfake, saiba que desde o surgimento dessa tecnologia, várias ferramentas de fácil manuseio foram criadas, sendo que a mais popular é a ZAO, um aplicativo da China.

Essa ferramenta foi desenvolvida para ser usada nos dispositivos iOS e é capaz de inserir o rosto do usuário em cenas de séries ou filmes em poucos segundos.

Há também o FSGAN, um aplicativo mais sofisticado, que reproduz os movimentos do rosto de uma pessoa, mas também a sua voz.

Outra opção é Deepfakes web β, um aplicativo mais barato e funciona online, permitindo substituir rostos de uma pessoa em situações que ela nunca esteve.

Nesse caso, o acesso custa  US$ 2 por hora de utilização. Esse valor é cobrado, pois todo o processamento é feito em nuvem

Quais os Riscos e Consequências dos Deepfakes na Indústria de Meios de Pagamento?

deepfakes riscos e consequências

O deepfake no Brasil e em várias partes do mundo também oferece riscos e consequências para a indústria dos meios de pagamento, já que as fronteiras entre o verdadeiro e falso nem sempre são fáceis de serem reconhecidas, tornando uma ameaça global.

Inclusive, especialistas em segurança cibernética em serviços financeiros, acreditam que o mercado de pagamentos pode ser um dos mais afetados, segundo um estudo feito pela iProov.

Essa preocupação com a deepfake  torna-se relevante porque o setor reúne uma ampla base de dados de pessoas físicas e jurídicas, além de ser um segmento que passa por um processo de digitalização e desburocratização do seu sistema.

Dessa forma, as principais preocupações estão recomendadas com a vulnerabilidade na hora de abrir conta, fazer integração, transferências e também ao autorizar pagamentos.

Um deepfake software pode burlar recursos de validação de identidade e de autenticação de transações a partir do reconhecimento facial.

Além disso, esse sistema também consegue enganar recursos de liveness detection, mecanismos que usam algoritmos para atestar que uma interação é verdadeira por meio do movimento do interlocutor.

Somado a isso, o setor também pode sofrer riscos de deepfake que incluem acesso não autorizado aos sistemas, transferências e pagamentos autorizados de maneira ilegítima, além de integrações fraudulentas para criação de contas para lavagem de dinheiro.

Sem contar na possibilidade de golpes de “personificação” para solicitar ações de funcionários, transferência de valores, uso indevido de informação para manipular o mercado, criação de identidades com dados falsos e sequestro de contas, etc.

Como a Indústria de Meios de Pagamento Pode Se Proteger dos Deepfakes?

deepfakes meios de pagamento

Mesmo o  deepfake no Brasil e em todo mundo oferecer riscos, saiba que as empresas e usuários podem contar com provedores de tecnologia antifraude robustos e sofisticados para combater as fraudes por deepfake.

Nesse caso, temos sistemas FICO® Falcon®, desenvolvidos por uma empresa especializada em prevenção de fraudes, sendo capazes de proteger as transações com cartões bandeirados, operações bancárias, comunicação com os clientes, entre outros.

As melhores soluções financeiras estão na Ewally!

Conclusão

Os deepfakes são recursos que podem oferecer muitos prejuízos para a sociedade em geral, assim como para o mercado de pagamento, mas com sistemas antifraudes, essas ações criminosas podem ser evitadas de forma significativa.

Aliás, na hora de escolher os seus fornecedores de tecnologia de serviços financeiros, lembre-se de escolher sempre aquelas que oferecem os melhores sistemas de segurança para as suas operações.

Nesse caso, a melhor opção do mercado é a Ewally, uma fintech que desenvolve soluções financeiras para empresas de diversos segmentos, como cartão de crédito, conta digital, serviços de private label e muito mais.

Acesse o nosso site e conheça as melhores soluções para a sua empresa.

Quer conhecer nossas soluções ou abrir o Seu Banco com a Sua Marca?

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos mais lidos:

Confira outros artigos em nosso blog: