fbpx

Dropshipping: o guia COMPLETO sobre o assunto!

A modalidade de vendas pela internet chamada de dropshipping tem ganhado espaço no mercado, nos últimos anos, como uma alternativa para marcas que não querem investir em espaços físicos para o armazenamento de produtos em estoque.

Isso porque, ao adotar esse formato de trabalho, o e-commerce atua apenas como intermediário, sem a necessidade de manipular ou mesmo ter acesso aos produtos vendidos.

Inclusive, essa é uma modalidade que tem sido muito utilizada pelos empreendedores que querem ingressar no comércio eletrônico e aproveitar as oportunidades desse mercado, que está em plena expansão.

Para você entender a força desse setor no Brasil, a expectativa é que o comércio eletrônico brasileiro continue andando na contramão da crise.

Em 2020, segundo dados da Ebit I Nielsen, o e-commerce bateu a marca histórica de R$87,4 bilhões de faturamento, sendo que a estimativa para 2021 é que o setor alcance a casa dos R$ 110 bilhões.

Quer saber como começar dropshipping? Então, vem com a gente e confira esse guia completo que preparamos para você!

Encontre os melhores serviços financeiros na Ewally!

O que é dropshipping?

o que é dropshipping

Vamos entender o que é dropshipping para que você possa adotar essa modalidade sabendo de todos os detalhes das atividades que envolvem esse formato de trabalho.

Esse termo é a junção de duas palavras em inglês, onde drop significa largar e shipping, em tradução para o portugues, quer dizer remessa. Ou seja, largar remessa.

Essa modalidade de e-commerce acontece quando uma loja virtual permite que outra empresa/fornecedor gerencie toda a parte de estoque de produtos, onde o comércio eletrônico não têm atuação no que envolve separação e envio do produto.

A partir desse compartilhamento de trabalho, os lucros são divididos entre as partes, sendo que essa divisão é definida entre as empresas envolvidas.

Como funciona o dropshipping?

como funciona o dropshipping

Para entender como ser dropshipping, é preciso aprender como funciona esse esquema de compartilhamento de trabalho, que está fazendo o maior sucesso nos últimos anos.

Ao adotar essa modalidade de e-commerce, o cliente acessa uma determinada loja virtual, escolhe os produtos e efetua a compra, usando os meios de pagamento que preferir, seja ele cartão de crédito, boleto,  carteira digital e por aí vai.

Assim que o pagamento é confirmado, o pedido é encaminhado para um dos fornecedores parceiros que, por sua vez, possui um estoque dos itens que foram comprados pelo cliente.

A partir daí, o fornecedor fica responsável pela separação e envio do produto para os correios ou transportadora. Para o consumidor, todo esse processo fica desconhecido.

Quais as vantagens e desvantagens do dropshipping?

vantagens e desvantagens do dropshipping

O dropshipping é uma modalidade de vendas que garante ótimas vantagens, mas como tudo, ela também possui algumas desvantagens. Por isso, é importante conhecer os prós e contras para você mesmo decidir se vale a pena investir neste formato.

Entre as principais vantagens está a  facilidade em entrar no segmento do e-commerce, já que você não precisa ter uma grana alta para investir em estoque.

Outra vantagem é sua flexibilidade geográfica, uma vez que essa modalidade permite vendas nacionais e internacionais, desde que tenha fornecedores em diferentes regiões do Brasil e do mundo.

O céu é o limite para quem sabe como começar dropshipping. Isso porque, é possível ter uma variedade de produtos na sua loja, já que essa modalidade permite parcerias com fornecedores de diferentes nichos e produtos variados.

A economia no gerenciamento também entra como uma das principais vantagens, pois você não precisará se preocupar com a logística que envolve a separação, embalagem e envio dos produtos, garantindo um custo operacional reduzido.

Como desvantagem podemos citar uma possível dificuldade no controle efetivo de gestão entre os fornecedores, principalmente, quando o negócio começa a crescer. Por isso, é importante adotar mecanismos para manter todos os processos bem integrados.

Ao utilizar a modalidade dropshipping, é possível ter uma redução das margens de lucro tanto para a loja quanto para os fornecedores em razão da divisão do faturamento.

Outra dificuldade pode ser encontrada na etapa do rastreamento dos pedidos. Por isso, é importante que haja uma integração dos sistemas tanto da loja, fornecedores e transportadora.

Quais são as diferenças entre dropshipping e revenda?

diferenças dropshipping e revenda

Essas duas modalidades até podem parecer a mesma coisa, mas não são. A revenda acontece quando uma empresa fornece produtos para que outra empresa possa fazer a venda, fornecendo uma comissão sobre as transações.

No caso dessa modalidade de vendas, o comércio eletrônico atua como um intermediador para a venda de produtos de outras empresas como se fossem seus.

Como trabalhar com dropshipping? O que é preciso?

como trabalhar com dropshipping

Agora que os conceitos foram esclarecidos, entenda como trabalhar com dropshipping e ter sucesso nesse mercado. Dá uma olhadinha nas dicas que separamos para você.

1. Encontre um mercado

O primeiro passo para quem quer adotar essa modalidade de e-commerce é encontrar um mercado que pretenda atuar. Análise qual o potencial do segmento, quem são os consumidores e os principais concorrentes desse nicho.

Verifique também se existem fornecedores que trabalham com esse formato de negócios. Dessa forma, você consegue encontrar o mercado que realmente trará o resultado que você espera.

2. Busque uma empresa que faça dropship e que tenha boa reputação

Se você quer evitar dor de cabeça com fraudes e empresas que não cumprem com o combinado, busque fornecedores de dropshipping que possuem reputação no mercado.

Por isso, pesquise bastante antes de fechar negócio e só firme parcerias com empresas que tem uma política clara e eficiente em caso de quebra de confiança.

Lembre-se de se certificar que o fornecedor, de fato, tem estoque completo dos produtos que pretende trabalhar.

3. Registre um domínio

Depois de pesquisar o mercado e os fornecedores, comece a desenvolver a sua loja. Nessa etapa, escolha uma plataforma de e-commerce, onde sua loja ficará no ar.

Não esqueça de escolher um nome para o seu e-commerce e verificar se ele não está registrado. Se não tiver nenhum e-commerce com essa nomenclatura, você deve fazer o registro do domínio na sua loja neste site.

4. Encontre um provedor para loja online

Entre as práticas imprescindíveis para quem deseja descobrir como ser dropshipping é encontrar um provedor para sua loja online.

Essa empresa será a responsável por armazenar todas as informações do seu site, como imagens, arquivos e códigos em um servidor ativo 24 horas. Sendo assim, é importante escolher um serviço de qualidade que atenda às suas necessidades.

5. Adicione os produtos para fazer dropshipping

Com tudo pronto, chegou a hora de inserir os produtos na sua loja virtual. É preciso subir todas as imagens dos itens com descrições, especificações técnicas, valores, etc.

É importante que você suba imagens de qualidade e que os nomes dos produtos também tenham coerência com o que seu consumidor quer comprar. Para fazer um procedimento ainda mais preciso, solicite as listas de produtos aos seus fornecedores.

Quais os principais exemplos de dropshipping?

amazon

Hoje em dia, há muitas lojas dropshipping que, certamente, você nem sabe que elas atuam nesse formato. Entre as mais famosas estão a Amazon, que é um dos grandes destaques, ganhando cada vez mais espaço no mercado e tendo uma ótima reputação no e-commerce.

O Mercado Livre também é outro exemplo de que essa modalidade de vendas dá muito certo, já que ela é a grande referência nesse sistema compartilhado de comércio online como milhares de fornecedores e clientes.

As Lojas Americanas também usam esse formato de trabalho e, hoje, é um dos grandes players desse mercado, faturando milhões e contando com milhares de fornecedores espalhados por todo o Brasil.

Como escolher bons fornecedores de dropshipping?

A primeira coisa para escolher bons fornecedores de dropshipping é entender os canais de distribuição do seu segmento, que ajudará ter certeza onde sua loja se encaixa na cadeia de suprimentos.

Antes de fechar contrato, faça um teste com o fornecedor primeiro para entender como é a logística de trabalho, qualidade dos produtos, prazo de entrega, etc.

Participe de grupos do setor, fóruns e outras redes profissionais para construir relacionamentos com especialistas do setor e ter uma fonte de informação gratuita que vai te ajudar a se dar bem nesse mercado.

Dropshipping é crime?

Para quem se pergunta se dropshipping é crime, a resposta é não! Essa modalidade de vendas é legal no Brasil, mas, assim como diversos outros formatos de trabalho, deve seguir as regras impostas pelo setor, normas tributárias, entre outros.

Quais os riscos do dropshipping?

O principal risco dessa modalidade é você vender para seus consumidores e os fornecedores não entregarem o produto para o cliente, o que pode gerar muita dor de cabeça e prejuízos financeiros, já que você é o responsável pela venda.

Por isso, antes de fechar negócio, certifique-se que o fornecedor, de fato, é de confiança e tem reputação no mercado.

Como evitar algumas barreiras na contratação do dropshipping?

como evitar barreiras na contratação do dropshipping

Se você quer dicas de dropshipping na hora de contratar para evitar algumas barreiras em situações como, por exemplo, troca ou devolução de produtos, é fundamental que tudo seja acordado antes de fechar o contrato.

Para que não haja aquele “jogo de empurra-empurra”, é importante ter parceiros confiáveis e comprometidos, que tenham políticas bem claras sobre frete, estorno, privacidade, troca e devolução, etc.

Dropshipping vale a pena? Dá dinheiro?

A modalidade dropshipping vale a pena sim, mas para que, de fato, ela garanta bons retornos financeiros, é preciso escolher um nicho de mercado que esteja alta, mas que a concorrência não seja tão acirrada.

Para valer a pena, a escolha do fornecedor também tem muita importância, já que eles são responsáveis pela qualidade e entrega do produto, que precisa ocorrer de forma rápida e segura para garantir a satisfação do seu cliente.

Escolha também fornecedores que façam a divisão justa dos valores para que a sua loja não saia perdendo nas vendas.

Quanto se ganha com dropshipping?

É difícil determinar quanto se ganha com dropshipping, pois os lucros variam de setor para setor, porte do e-commerce, volume de vendas na sua loja, divisão de lucros, ticket médio dos produtos e por aí vai.

Porém, para você ter uma ideia do lucro, lojas neste formato com reputação e um volume de vendas considerável chegam a faturar em torno de R$ 40 mil por mês, mas saiba que esse número não é uma regra, podendo variar para mais ou para menos.

Qual a melhor plataforma para dropshipping?

shopify

Há muitas empresas que atuam nesse mercado, mas se você quer encontrar a melhor plataforma para dropshipping, a Shopify está nas primeiras posições.

A empresa oferece planos básicos que custam cerca de US$29 por mês, com um  número de produtos ilimitados e com direito a duas contas de usuário.

Outra opção interessante para ter uma loja dropshipping é a Wix Stores, mas você precisa usar o plugin Modalyst ou Printfull, para a operação rodar.

Essa empresa tem uma interface intuitiva e fácil de usar, sendo uma excelente opção  para quem quer começar a vender pela internet sem nenhum conhecimento técnico.

A plataforma WordPress também é uma das melhores para montar uma loja nesse formato, mas, nesse caso, é preciso começar do zero e contar com profissionais que entendam de desenvolvimento de e-commerce.

Conheça as melhores soluções financeiras no site da Ewally!

Conclusão

O dropshipping é uma modalidade de vendas online que dá muito certo, desde que você encontre os fornecedores certos para montar a sua operação.

Além disso, para ter sucesso nesse segmento, é preciso definir um nicho de mercado e fazer parceria com fornecedores de confiança. Por isso, antes de montar a sua loja, é importante que você faça escolhas acertadas, seguras e coerentes.

Além da operação, é importante que as soluções financeiras da sua loja também sejam eficientes e seguras, garantindo os melhores serviços para seus clientes.

Conheça as soluções financeiras da Ewally, que oferece os mais diversos produtos, como conta digital, cartão de crédito, cartões private label, Banking as a Service, onde você pode criar o seu banco, com a sua marca por meio de nossas soluções modulares.

Acesse o nosso site e conheça as melhores soluções para o seu ecommerce.

Quer conhecer nossas soluções ou abrir o Seu Banco com a Sua Marca?

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos mais lidos:

Confira outros artigos em nosso blog: